Mural Verde apresenta...

Minha foto
Salvador, Bahia, Brazil
...sou aquilo que me der na telha e que se assemelha ao que você bem entender. (Jay Vaquer)
quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Acalmo minha solidão


Não pense em me julgar,
Jamais sonhe que sou sua.
E, também, não queira estar no meu lugar.

Para descrever o que eu estou sentindo,
não preciso de uma canção.
Nem vou fazer arrodeio.
Isso é apenas solidão.

O problema é que viciei em te procurar
Mas quando outro alguém aparecer
O amor bandido irá me aquecer...
Tão bandido que é.

E se por acaso, acontecer o mesmo
Recomeço sem nada falar
o bandido do amor, virá me roubar.


Amanda Carvalho

3 comentários:

Tái Sena disse...

Não há ninguém,que não se torne poeta quando o Amor toma conta dele.
Lindo,Amanda!Muito lindo.Me fez lembrar de um romance do passado,e quer saber,eu fui roubada ;)

Amanda Carvalho disse...

Poema antigo... mas pelo ar de amor que tomou esse blog, resolvi colocá-lo. rs

Um homem qualquer disse...

Buenissimo!

Postar um comentário

Seguidores