Mural Verde apresenta...

Minha foto
Salvador, Bahia, Brazil
...sou aquilo que me der na telha e que se assemelha ao que você bem entender. (Jay Vaquer)
quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Acalmo minha solidão


Não pense em me julgar,
Jamais sonhe que sou sua.
E, também, não queira estar no meu lugar.

Para descrever o que eu estou sentindo,
não preciso de uma canção.
Nem vou fazer arrodeio.
Isso é apenas solidão.

O problema é que viciei em te procurar
Mas quando outro alguém aparecer
O amor bandido irá me aquecer...
Tão bandido que é.

E se por acaso, acontecer o mesmo
Recomeço sem nada falar
o bandido do amor, virá me roubar.


Amanda Carvalho
quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Ainda tanto quero


E quando chega o fim
O certo seria não querer mais
Deveria apagar o tom lilás
Nos afastar enfim...

Mas isso não é tão simples
Não é tão normal quanto antes
É cada vez mais incomum

Tanto quero, não sei quanto gosto
E nem sei até onde posso
Mas quero tanto, muito assim.

(Amanda Carvalho)
quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Minha colega Táina, me trazendo belas palavras... Reflitam sobre isso.

Num deserto, o que eu via agora nem vejo, o que escutava ,silenciou... Fui para um outro mundo, um mundo aonde a gente nunca está ao certo, num lugar onde não está o meu próprio corpo. Em um mundo criado por nós, um mundo sem realidade, que nunca será tocado e onde olhares nunca serão cruzados.

(Táina Sena)
quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Meu bem



Meu bem, meu bem...
Só você não consegue ver os meus olhos
Só você não enxerga os meus beijos
Meus olhos te beijam o tempo inteiro
Te beijam em silêncio, em segredo

Desde o primeiro beijo...
Desde a primeira vez que te vi,
nunca mais deixei de te beijar
Beijo-o sem parar
Meus olhos não querem te deixar.

Amanda Carvalho
quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Codinome segredo


Ao ver você, meus olhos brilham de tanta felicidade.
E quando sonho com seu sorriso,
vem o seu toque e mostra que aquilo tudo é de verdade.
Pra querer ver você já não preciso da saudade.

Mesmo com tanto segredo,
Com todo medo de doer,
Eu penso em te ver.
Pois com esse desejo forte,
não penso na morte desse nosso bem-querer.

Segura a minha mão, amor.
Pois vamos passar por toda essa gente.
Aqueles que não entendem de amor,
que não sabem ser como a gente.

Vamos, meu bem.
Vamos caminhar nessa estrada...
Onde nada é seguro,
Mas podemos, juntos, nos proteger do escuro.

Vem!
Vem me fazer feliz.
Pinta, também, seu nariz.


Amanda Carvalho.
segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

DIAS ETERNOS




“Eu estou a procura dos dias eternos de felicidade...
Talvez eu encontre na minha cidade,
talvez eu encontre dentro de mim.
Não sei muito bem do que preciso, mas eu preciso estar feliz.

O meu hoje é de esperança..
é caminho, é de confiança.
O inesperado nem é mais tão desconhecido.
Caminho rumo ao que não se pode encontrar, esperar ou adivinhar.

Acreditarei, sonharei...
viverei sorrindo para encontrar o encanto de uma lágrima.
Eu posso chorar quando estou feliz e posso ser feliz num dia triste.
Tudo depende da minha sede de me encontrar dentro de mim.
Sei que essa sede existe...
Sei que essa sede é minha.

A felicidade não está para mim em dias de glória,
mas sim em todos os dias que eu viver."


(Amanda Carvalho)

Seguidores